Área restrita
search

Grupos de Pesquisa

  • logo-grupoaO Grupo de Estudos sobre Processos Oxidativos Avançados (GruPOA) desenvolve pesquisas na linha de Caracterização, Controle e Prevenção da Poluição principalmente por meio da avaliação e aplicação dos Processos Oxidativos Avançados (POA) no tratamento de água, efluentes industriais, solos contaminados e ar. Dentre os processos empregados estão a ozonização, ozonização catalítica, fotocatálise heterogênea e homogênea com luz UV-C e solar, Fenton, foto Fenton (UV-C, Visível, solar), eletro Fenton, fotoperoxidação (UV-C) e síntese de novos catalisadores (Ni, Nb, Fe, etc). O grupo possui experiência no tratamento de efluentes têxteis, pesticidas, micropoluentes, siderúrgicos, biodiesel, oleosos, entre outros, com elevadas eficiência na remoção de matéria-orgânica, cor e aumento da biodegradabilidade.

    66Os processos solares foram recentemente adicionados ao portfólio desse grupo de pesquisa, após a construção de um reator do tipo Coletor Parabólico Composto (CPC) (Figura 1), que pode ser utilizado para os processos de foto Fenton solar e fotocatálise solar visando, principalmente, ao tratamento de efluentes industriais (têxtil, farmacêutico, biodiesel, lixiviado, etc).

    GRUPOA-1Figura 1 – Coletor Parabólico Composto (CPC) e detalhes de projeto (Adaptado de Malato, 2009)

    Um segundo reator solar do tipo Raceway Pond Reactor (RPR), tanque tipo carrossel (Figura 2) se encontra em fase de testes para o tratamento de poluentes de preocupação emergente (fármacos, hormônios, pesticidas, etc) em diferentes matrizes aquosas, tópico de extrema importância nos âmbitos nacional e internacional. Ambos os reatores foram projetados de acordo com os detalhes de projeto estabelecidos e publicados pela equipe do Dr. Sixto Malato, pesquisador da Plataforma Solar de Almeria (Espanha), o qual, a convite do GruPOA, lecionou um curso sobre a aplicação de processos solares e o projeto de reatores solares, em Novembro de 2015, para os aluno do PPGSMARH.

    GRUPOA-2Figura 2 – Esquema do projeto em construção do Raceway Pond Reactor (RPR), molde do tanque do reator e detalhes da etapa de laminação.

    No âmbito da remediação de solos e água subterrânea, o grupo de pesquisa tem experiência na utilização de barreiras reativas para o tratamento de metais pesados, como a redução do Cr (VI) a Cr(III). Os estudos sugerem a utilização de resíduo siderúrgico como meio reativo, explorando a composição do composto para promover a redução do contaminante, associando a destinação de resíduo com a remediação de águas subterrâneas. Ainda na temática de solos, o grupo estuda a técnica de In Situ Chemical Oxidation para o tratamento de água subterrânea contaminada pela mistura de gasolina/etanol. Os estudos focam na ativação de oxidantes por minerais presentes no solo, explorando o potencial do solo ferrífero, característico da região de MG.

    0001Figura 3 – Redução de cromo hexavalente através de resíduos siderúrgicos (esquerda), e técnica de ISCO e sua interação com minerais presentes nos solos ferríferos (centro e direta).

    Para conhecer a equipe do GruPOA clique aqui.

     

  • Líder: Profa. Liséte Celina Lange
    Vice-Líder: Prof. Gustavo Ferreira Simões

    logo-singersOs trabalhos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa em resíduos sólidos (SIGERS) têm impactos técnicos, científicos, ambientais e sociais significativos. O grupo tem duas áreas de atuação: resíduos sólidos industriais (RSI) e resíduos sólidos urbanos (RSU).

    Na área de RSI tem concentrado em estudos sobre valoração de resíduos aplicados a processos térmicos, recuperação de metais, recuperação de amônia e fósforo em efluentes e aplicação de técnicas de tratamento como processos oxidativos avançados e processos por separação de membranas. O grupo tem dedicado pesquisas na área de identificação de micropoluentes, especificamente fármacos, e seus subprodutos em corpos d´água, efluentes e na identificação das melhoras técnicas de remoção destes compostos.

    Na área de RSU e de geotecnia aplicada a RSU, o grupo trabalhado com:

    1. Gestão de resíduos especiais (construção civil e resíduos químicos);
    2. Processos construtivos de aterros sanitários para comunidades de pequeno, médio e grande porte;
    3. Monitoramento geotécnico e ambiental de aterros;
    4. Tratamento de lixiviados por métodos biológicos-físico-químicos;
    5. Modelos para implantação de infra-estrutura para logística reversa de embalagens em geral.

    O grupo participa ativamente de Editais Públicos bem como de parcerias privadas com indústrias.

    Linhas de Pesquisa do Grupo: Caracterização e tratamento de efluentes industriais, Geotecnologia Ambiental, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos.